25.2.15

Babel

Navega sentimentos líquidos. Solto na imensidão dos meus mares insólitos, velas içadas com dias remendados por linhas de noite. Lufa o vento, bússola que me norteia. Os mares profundos, mistérios guardados sem culpa no céu da minha boca, espraiam em arrebentação nas bordas dos olhos, segredos e mistérios. Sal e sumo que alimentam um coração compulsivo, corsário e aventureiro que leva e traz pelas veias, pilhagens de uma vida inteira.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...Sobre Imagens...

Informo que algumas imagens utilizadas aqui, não são da minha autoria, tendo sido em sua maioria, provenientes do google imagens. Ficando assim, à disposição dos seus respectivos autores, solicitarem a retirada a qualquer momento.

Fiéis escudeiros! Fàilte!