13.9.13

...Sem...

Há momentos sem pés nem cabeça...
Sem cor nem cheiro...
Como uma música sem notas...
Sai sem tocar...
Sai me tocando...
Sai...
Sem querer ser notada...

Há momentos sem cabeça...
Feito desenho na palma mão que se desfaz no chuveiro...
Lembra que desenhei meu coração?

Há momentos sem...
Sem eu...
Sem você...
Um cômodo esvaziado e sem cortinas...
Uma janela escancarada para a terra dos gigantes...
Lá fora bocas enormes prontas a nos engolir...

Há momentos sem pés...
Todos os sentidos adormecidos...
Como se o sonho nunca tivesse que terminar...


Não é de propósito que ando nas nuvens!

2 comentários:

Isabel disse...

Perfeita... É privilegio poder vir aqui e ler-te.. cada vez tu fica melhor, parece vinho ... hahaha... Tu sabes que é minha POETISA PREFERIDA né ??? que me perdoem as Cecilias e Clarices e as Adelias... apesar de gostar muito de todas elas ...ainda assim prefiro Valeria.... AMO MUITO ... amei como sempre como tudo ... beijo da tua

Novamente...

Autêntica V. disse...

Minha querida, este privilégio sempre será meu, fico assim rubra de satisfação e lisonja, mas muito, muito feliz!
Obrigada por existir no meu viver!
Bjão da tua muchi*
V.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...Sobre Imagens...

Informo que algumas imagens utilizadas aqui, não são da minha autoria, tendo sido em sua maioria, provenientes do google imagens. Ficando assim, à disposição dos seus respectivos autores, solicitarem a retirada a qualquer momento.

Fiéis escudeiros! Fàilte!