20.8.12

...Miragem...


Perdida assim na textura da noite...
Entremeio estuquiado de digitais...
Reveza-me por entre os dedos...
Recompõe-me como se o dia fosse a toada da minha imaginação....
Composição em métrica sem rima certa...
Desleixo de sons emudecidos...
Confetes de fim do baile de máscaras...
Borrões de deserto escaldante...
Aqui...
Desamarroto a insônia como se pudesse repudiá-la no dia seguinte...
E os sonhos...
Regalos dos meus olhos pesados...
Todos eles...
Pudessem ser também sonhados de dia...

6 comentários:

Claudia Santos disse...

Minha querida amiga Valéria, mais um lindo poema em que eu me identifico.

"E os sonhos...
Regalos dos meus olhos pesados...
Todos eles...
Pudessem ser também sonhados de dia..."

profundo...
Obrigada.
Beijos em ti.

Rita Pacheco disse...

Ah!seria bom se eles pudessem sim ser sonhados de dia Valéria!
Uma ótima semana para vc , cheia de inspiração !
Bj
RITA

Valéria Cruz disse...

Oi Cláudia!
Obrigada lindeza! Bom mesmo é a sua presença.
Bjão
V.

Valéria Cruz disse...

Pois é Rita, ah se pudesse...mas aí não seria sonho...será que teria graça?rs
Bjão menina
V.

Ariel disse...

Olá Valéria , bom dia,
belo texto,
sonhos são mágicos,
a magia está em viver e sonhar com os olhos abertos também!

ótima semana
muitos beijos para você

Valéria Cruz disse...

Bom dia Ariel!
Pois é...acordei hoje assim, com vontade de manter os olhos bem abertos e pronta para reinventar novos sonhos!
Que tenhas um lindo dia também!
Muchas gracias.
Besos
V.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...Sobre Imagens...

Informo que algumas imagens utilizadas aqui, não são da minha autoria, tendo sido em sua maioria, provenientes do google imagens. Ficando assim, à disposição dos seus respectivos autores, solicitarem a retirada a qualquer momento.

Fiéis escudeiros! Fàilte!