19.5.11

...Luxúria...


Faz-me a cor...te
Ata-me nesta correnteza
E na pele roçando o véu
Venda-me
Arrebata com mãos de dono o colorido do meu gozo
Em luxuriantes pinceladas
Define os íntimos traços do consentimento


5 comentários:

Miguel Eduardo Gonçalves disse...

Sensualidade pelos poros no imperativo poemar! Ser mulher é fantástico, pode se recusar -ou não-
Aplausos!

Poeta disse...

Muito legal... o amor, a corte, a sensualidade e a sedução, tratados com a magia que merecem.

Muito bom.

Valdeck Almeida de Jesus
Poeta, Escritor e Jornalista
www.galinhapulando.com

Meias de Seda (Suzy) disse...

Hum... adorei!
Bjos e bom fim de semana, querida ;)

Selma Jacob disse...

Querida amiga, adorei. Não possuo a verve do poeta, entrentanto, vejos a alegria e o momento pelas cores.
um grande beijo

V.Cruz disse...

Queridos, obriga a todos pela presença no meu existir...muito bom ve-los circulando por aqui.
Carinhosssss

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...Sobre Imagens...

Informo que algumas imagens utilizadas aqui, não são da minha autoria, tendo sido em sua maioria, provenientes do google imagens. Ficando assim, à disposição dos seus respectivos autores, solicitarem a retirada a qualquer momento.

Fiéis escudeiros! Fàilte!