29.11.10

...despindo-me...

A cada passo sinto as vestes grosseiras escorrendo do corpo...
Silenciosa...Serena... Confiante...
...ofereço às mãos do destino todo o risco...
...aos seus rabiscos sem reservas, entrego-me e com suavidade, passeando nua...
...empunho meu legado...agora, das entranhas pra fora...
...compartilho...
...a essência é indispensável a olhos astutos...
...veja quem quiser, sinta quem puder!


(V. Cruz)

5 comentários:

sabe vida disse...

..ame quem for capaz, admire quem puder compreender o significado de desse florescimento pessoal, magnífico onde nem todas as metáforas seriam capazes de revelarem desse teu inenarrável momento de vida de carne, espírito, vida, totalmente expostos aos sonhos, desejos....belo demais.

Autêntica V. disse...

Um momento de total recolhimento...bons tempos...rs
Bjão poeta!
V.

sabe vida disse...

Se tiver tocando em coisas muito pessoais, avisa, tá bom, linda?

Um beijo

Autêntica V. disse...

Não se preocupe, eu confio nos teus dedos mágicos...esteja à vontade poeta, tua alma doce e gosto de desfrutar dessa amizade que a cada me encanta mais.
Bjão
V.

sabe vida disse...

Grato por sua afeição e carinho, que retribuo da mesma forma.
Beijos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...Sobre Imagens...

Informo que algumas imagens utilizadas aqui, não são da minha autoria, tendo sido em sua maioria, provenientes do google imagens. Ficando assim, à disposição dos seus respectivos autores, solicitarem a retirada a qualquer momento.

Fiéis escudeiros! Fàilte!