7.11.12

...Poção da alvura...


...versos transparentes...
...da infinita alvura extraio...
...brandos de querência...
...rasgos e fiapos...
...escondidos na ausência de rimas...
...versos brancos...
...luto sem batalhas...
...vulto submisso sem conquistas...
...e...
...o signo da paz ainda sobrevoa como nuvens...
...o gelo conserva o futuro que será...
...presente...
...nesgas de fractais de uma luz ausente...
...versos frios...
...o amor ainda não derreteu...
...nem escoou pela fenda a poção da alvura...

6 comentários:

Silenciosamente ouvindo... disse...

Sempre muito gosto o que encontro
aqui nos seus posts.
Fico sempre muito satisfeita
quando visita meu blogue.
Desejo que esteja bem.
Bj.
Irene Alves

Valéria Cruz disse...

Oi Irene,
Está tudo direitinho, esperoq ue esteja também tudo ok contigo. Agradeço sua visita e seu carinho.
Bjão
V.

Ariel disse...

Olá Valéria,
bom dia,
Devo felicitar
voce criou uma composição maravilhosa
eu vou deixar um grande abraço puro e transparente

Desejo-lhe um ótimo dia
beijos

Valéria Cruz disse...

Ariel, agradeço seu olhar puro e transparente.
Dia feliz a todos nós.
Besos
V.

cantinho da Ione disse...

olá Valéria vim conhecer seu cantinho,
boa sorte com sua participação no Ô Trocyn bão!!!
venha visitar-me
http://poeartes.blogspot.com.br/
e
http://gospelcantinhodaione.blogspot.com.br/
espero você,serás bem vinda!
Beijos!!!
Ione viana

Valéria Cruz disse...

Oi Ione,
Seja bem vinda! Já fui no seu blog e te acompanho também.
Bjão!
V.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...Sobre Imagens...

Informo que algumas imagens utilizadas aqui, não são da minha autoria, tendo sido em sua maioria, provenientes do google imagens. Ficando assim, à disposição dos seus respectivos autores, solicitarem a retirada a qualquer momento.

Fiéis escudeiros! Fàilte!