22.6.12

...Entrega...


Estampado na face como um traço de pincel que saltou da paleta...
Fenda incicatrizável por onde escoa o que me vai n’alma...
Sorrisos...
Entreabertas janelas da mais escura das noites...
Encortinadas por pálpebras que suspiram em falsetes...
Cintilam o que não tencionei revelar...
Segredos...
Não adiantou afugentar-me por entre as pernas da coxia em penumbra...
O corpo explicita num cenário de frases para serem lidas em braile...
Desejos...
São rios de lavas multicoloridas que correm em direção ao [a]mar...
Vem...
No vão daquilo que nem a natural rebeldia consegue deter...
A entrega absoluta de todas que fui...
E de todas que em ti pretendo ser!

2 comentários:

Innês disse...

Eu bem vou falar....me escuta...rs.

M A R A V I L H O S O...

Quando eu penso que não vai ter melhor que o anterior, me deparo com algo que me reporta pro lado de dentro...seu...mas meu tambem, porque revelas tambem um muito dos meus sentires...
Amooooooooooo

Valéria Cruz disse...

Minha amiga que me "le" verso e anverso, conhece e se identifica com o meu transcender...MARAVILHOSA de fato mesmo, é a honra que tenho pela nossa amizade...tudo o mais o tempo se encarrega de apagar...
Amoooo, meu lado vermeimm
Bjsss

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...Sobre Imagens...

Informo que algumas imagens utilizadas aqui, não são da minha autoria, tendo sido em sua maioria, provenientes do google imagens. Ficando assim, à disposição dos seus respectivos autores, solicitarem a retirada a qualquer momento.

Fiéis escudeiros! Fàilte!