7.6.11

...Profecias Poéticas...



Que ao poeta nunca lhe falte:
O sopro da melancolia...
Nem as tempestades das emoções...
Que a inspiração lhe ofusque, tal sol...
Tal raio, em coriscos e clarões...
Que possa sempre ter bom vinho, mesmo que seja barato, para todas suas mágoas afogar...
E que nunca lhe falte na alma o borbulhar dos espumantes...
Nem o torpor do mais puro scoth...
E ainda assim...
Que de resto...
Alguém lhe leia e transponha...
Até mesmo sozinho...
O portal mágico que separa...
O mundo real da emoção em poesia...
 

6 comentários:

Suzy (Passeando pelo Cotidiano) disse...

Bom, meu comentário sumiu e eu vou ter que escrever tudo de novo! rsrs

Bem, vamos por partes!

Respondendo sua pergunta: não precisa ter namorado para participar da Promoção e você já está inscrita...rs

Achei o poema lindo!
Que nunca lhe falte inspiração e bom gosto.

Uma sugestão: tente mudar o seu sitema de comentários para o de janela pop up, igual ao que eu uso lá no blog, porque esse sistema está dando mais problemas que o outro. Pelo menos até o Blogger resolver esses bugs.

Bjos e boa semana ;)

Suzy disse...

Corrigindo: sistema!

V.Cruz disse...

Oi amiga, mudei, to testando aqui, vamos ver se as pessoas conseguem agora...Obrigada pela dica e pela visita...rs
Bjssss

Selma Jacob disse...

Ueba! As canetas estão a dançar novamente pelas paginas em branco, e com isso novas pinceladas delicadas surgem.
beijocas.

ps.otima dica

Elo das Letras disse...

Esse poema é certamente daqueles que tocam a alma, a segunda alma também, também, rs! Gostei a vera!

P.S: Vc teve problemas com os comentários? Aff, quando não é os comentários é os seguidores. rs!

V.Cruz disse...

Oi menino, obrigada, pelo comentário sobre o poema, quanto aos comentários, espero ter solucuionada...os seguidores, são ó-te-mos...rs
Bjsss

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...Sobre Imagens...

Informo que algumas imagens utilizadas aqui, não são da minha autoria, tendo sido em sua maioria, provenientes do google imagens. Ficando assim, à disposição dos seus respectivos autores, solicitarem a retirada a qualquer momento.

Fiéis escudeiros! Fàilte!